Sentei gostoso no pau do meu cunhado

Bom, pretendo contar para vocês a coisa mais gostosa que já fiz até então.

Sou uma mulher bastante curiosa, tenho 1,60 de altura, 56 quilos bem distribuídos, pois malho bastante. Uma mulher bem formada e com tudo em cima aos 30 anos.

O que vou contar para vocês foi o caso que me ocorreu com o gostoso do meu cunhado safado. Ele é uma baita de um homem gostoso, moreno, alto, corpo de atleta e é casado com minha irmã.

Conheço meu cunhado a muito tempo, mas nunca tinha notado os olhares maldosos dele. Então certo dia, conversando pelo zap, depois de responder um status meu, (costumo postar fotos de quando estou malhando), ele me diz que me achava muito gostosa, que nunca comentou nada antes pois é casado com minha irmã e tinha medo do que eu poderia fazer, e implorou para que não contasse nada para minha irmã e nem para ninguém.

Eu fui fácil, dei corda e disse que toparia dar minha buceta para ele. Como trabalha de caminhoneiro, ele viaja muito, então chega cheio de fogo. Marcamos e no dia ele veio me buscar em casa, fomos direto para o motel, no caminho ficava me alisando, passando a mão da minha coxa em direção a minha buceta.

Chegamos, pegamos a chave da suíte, e assim que passamos pela porta, ele disse “agora você vai conhecer o teu cunhadinho e eu vou finalmente realizar meu desejo de comer a minha cunhada”.

Me jogou na cama com força, e foi logo tirando minha roupa enquanto me beijava, chupava meu pescoço, ele estava com muita vontade e mim e eu dele. Fizemos um maravilhoso 69, fiquei de quatro pra ele e pedi para que socasse toda sua rola na minha buceta e ele como um bom cunhado, obedeceu…

Fiquei toda tremula, que pau gostoso! Quando ele socou sem dó, fui no céu e voltei, ele me dava vários tapas no bumbum, isso me dava um tesão do caralho. Puxava meu cabelo, me chamava de safada e que eu era sua puta favorita. Socando intensamente seu pau sem parar, ele dizia que queria que eu gozasse junto com ele e que iria encher minha buceta de porra.

– É disso que você gosta, né sua puta!

Dizia ele com uma voz grossa, cheia de tesão enquanto metia sem parar com força e batendo na minha bunda, eu gemia muito, estava maravilhoso! Não imaginava que meu cunhado era tão gostoso, sorte da minha irmã.

– Me come, cunhadinho, mostra o que você queria fazer comigo, come a sua cunhada safada!

Mudamos de posição e ele me pediu para cavalgar gostoso no pau dele, obedeci e sentei, quicava sem parar, gemia cada vez mais alto e ele delirava.

Ele me puxava pra mais perto, chupava meus peitos enquanto eu quicava no seu pau sem parar, era uma putaria louca, dava até pra fazer um vídeo pornô de sexo caseiro. Mas como era para manter segredo, ficou por isso mesmo, apenas o momento gostoso e quente entre nos dois. O ar-condicionado parecia não ser o suficiente, as chamas eram grandes demais, eu queria muito gozar no pau dele.

Ele me tirou de cima do seu pau e disse que queria chupar minha buceta, me jogou para o lado, arreganhou minhas pernas e caiu de boca, minha buceta estava encharcada, ele me chupava em volta do meu grelo, que delicia, fiquei com mais vontade ainda de gozar.

Me beijou muito, chupava meu grelo, metia dois dedos na minha buceta, isso estava sendo bom demais! Enquanto chupava minha xoxota, ele metia sem parar os dedos que penetravam com facilidade já que havia me arrombado com seu pau grosso.

Quando eu gritei “vou gozar, me chupa, caralho!”

Ele rapidamente parou, me colocou de quatro de novo e disse “agora vou socar até gozar, você vai aguentar? Vai gozar para mim?”

Nossa, ouvir isso foi um tesão!!

– Claro que vou, mete com força, seu safado!

Socava firme e forte, me fazia gritar, gemer, uivar feito uma cadela no cio.

Puxava meu cabelo, dava tapa na minha bunda, me chamando de gostosa o tempo todo!

– Você é muito gostosa, cunhadinha, quero que seja minha putinha agora!

Eu podia sentir suas bolas batendo em mim quando socava com força, arrombando minha buceta de uma forma deliciosa.

Fui muito gostoso, que loucura! Gozamos juntos, eu amei tudo, queria mais. Mas ele tinha que ir, não podia demorar.

Foi ao banheiro e voltou limpinho dizendo que agora eu teria que mamar até ele gozar de novo, pois queria que eu engolisse seu leitinho.

– Vem minha cachorra, mama gostoso!

Eu é claro, mamei com maestria, queria provar daquele leitinho, fiz ele gozar e não deixei cair uma gota se quer.

Tomamos banho juntos, depois me levou para casa e disse que iria rolar de novo, e finalizou o tchau me chamando de sua vadiazinha.

Até hoje minha irmã não sabe, saímos pelo menos 2x na semana quando dá. Estou adorando ser a puta do meu cunhado que fode muito gostoso por sinal.

É isso, gente. Até a próxima! Bjs

 

 

Heterossexual

Contos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *